20
jun

Anonymous ataca sites ligados ao governo em protesto contra a Rio+20

20 de junho de 2012

 

Páginas da Rio+20, da ONU e do Incra sofreram ataques.
Em vídeo, coletivo pede ‘reflexão’ sobre as negociações.

O movimento ativista hacker Anonymous iniciou a operação “#OPHackInRio” nesta quarta-feira (20), assumindo a autoria de ataques que picharam e dificultaram o acesso a sites do governo, da ONU e da Rio+20. Os sites invadidos foram substituídos por uma página trazendo um vídeo do coletivo, também publicado nesta quarta. Páginas de prefeituras, do Incra e da Polícia de Tocantins estão entre as comprometidas pelo grupo. Já o site da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Rio+20 apresentaram dificuldades no acesso.

O site da ONU no Brasil, segundo o grupo hacker no Twitter, foi atacado e ficou fora do ar por volta das 16h45 desta quarta-feira. Já o da Rio+20, segundo o G1 apurou, apresentou dificuldade de acessos, mas o problema foi corrigido por volta das 17h20.

Durante o final de semana dos dias 16 e 17 de junho, outros ataques já haviam sido direcionados ao site da conferência. As medidas de defesa adotadas pelo site tornaram a página indisponível em alguns locais fora do Brasil.

Em mensagem no Twitter, o grupo hacker disse que o Centro de Operações do Exército para a Rio+20 “é uma piada muito engraçada”. O Exército formou uma parceria com com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), responsável pelo site do evento para evitar este tipo de ataques.

O G1 procurou o Comitê de Ciberdefesa do Exército, mas não obteve resposta sobre os ataques até o momento.

Protesto do Anonymous
O vídeo fala da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20 e pede uma “reflexão” sobre o encontro e as negações realizadas pelos líderes mundiais. “Anonymous observa que, com o passar dos anos, reuniões e mais reuniões de líderes mundiais são feitas numa tentativa de resolver os problemas que na maioria das vezes são criados por eles”, diz a voz robotizada no vídeo.

O coletivo pede que a população se envolva nos processos e participe da tomada de decisões. “Se você acredita que os lideres mundiais vão mudar o mundo é hora de abrir os seus olhos. Você e apenas você tem a arma para fazer a mudança neste país”, afirma a mensagem. Até a publicação desta reportagem, 23 sites já haviam sido comprometidos.

Fonte: G1

Compartilhar no Facebook
Twittar
Enviar por e-mail

Escreva um comentário

Shop online with https://rxstock.org ""` online pharmacy viagra is suitable for you. Mail order online pharmacy stock a range of health product. Medicine will be delivered to Canadian pharmacy !.*] purchase viagra safest way to get! Buy prescription drugs online on the Canadian pharmacies <|~ Canadian drugs here we have posted the price, in which you can find all drugs available in.